Como vencer a crise e abrir um negócio próprio

Talvez, uma das perguntas que mais estão comuns entre os brasileiros é justamente esta: como vencer a crise e abrir um negócio próprio? Isso acontece, pois, as oportunidades de emprego estão cada vez mais escassas, as demissões mais constantes e o salário mais baixo, o que faz as pessoas pensarem em empreender.

Mas, em meio à essa crise econômica no Brasil, será que realmente vale a pena abrir um negócio próprio? SIM! E, na verdade, em todo esse alvoroço ainda há diversas outras oportunidades que só aparecem nesses momentos e, por desespero, poucas pessoas enxergam. Tanto é que aqui no Gera Negócios, já demos diversas dicas de negócios que crescem em tempos de crise.

mini_ideias-de-negócios-na-internet-superar-a-crise-em-2016

Afinal, como vencer a crise e abrir um negócio próprio? Bom, existem algumas dicas, principalmente relacionadas ao planejamento da ideia de empreendimento, que podem te ajudar a encontrar uma luz no fim do túnel, ou seja, te fazer crescer nesta época de recessão. Veja logo a seguir as dicas de como vencer a crise e abrir um negócio próprio que o Gera Negócios listou para você!

Identifique empreendimentos mal administrados

Como assim? Sabe aquele negócio que você sempre sonhou em montar e conhece alguém que possui, mas não está sabendo gerenciar corretamente? Uma boa ideia de como vencer a crise é, justamente, comprar esse estabelecimento (provavelmente vendido por um preço baixo, pois o negócio está quase falido) e incorporá-lo, desde que esta seja uma ideia lucrativa.

Muitas vezes, alguns empreendimentos vão à falência por falta de investimento em novidades, por falta de estratégia e, principalmente, pela ausência do marketing que é extremamente importante para divulgar a empresa. Então, se você já sabe como melhorar este negócio (realmente melhorar, não apenas ter ideias abstratas), vale a pena seguir essa dica.

Prospecte de maneira inteligente

Antes de abrir o seu próprio negócio, é muito importante que você já tenha decidido qual será o seu público-alvo. Porém, é importante que você ainda vá mais longe, de maneira a prospectar os clientes corretos. Vá atrás daqueles seus potenciais consumidores que realmente se interessaram pelos seus produtos e serviços e, pelos seus perfis, abrirá a carteira para adquirir o que você está oferecendo.

Mas, como encontrar estes prospectos corretos? Analise minuciosamente o perfil do seu público, analise os interesses, hábitos, renda mensal e entre outros.

Substitua o mais caro pelo mais em conta

Em tempos de crise, a atitude mais responsável pelos brasileiros é economizar, afinal, ninguém quer passar por apertos, certo? Mas, de qualquer maneira, todo mundo não deixa de lado alguns mimos para si mesmo, como uma roupa nova, um perfume que acabou e etc. A diferença é que eles procuram por opções mais baratas.

O que você pode tirar disso? Adapte alguns produtos à realidade econômica do Brasil. Sabe aquele perfume de marca famosíssima e que custa um absurdo? Ninguém mais está abrindo a carteira para comprar, então procure vender fragrâncias também deliciosas, mas por preços mais em conta, por exemplo. Assim, fica muito mais fácil vencer a crise e fazer um próprio negócio dar certo.

Veja também: Qual é a Receita para Abrir Um Negócio 

Não se esqueça do marketing

Nunca ouse cair naquela armadilha de não investir em marketing no processo de abertura de uma empresa apenas para não ter um gasto a mais. Na verdade, este é o passo mais IMPORTANTE durante a abertura de um negócio próprio, pois é nesse momento que você estará atingindo o seu público-alvo e convidando-o a conhecer os seus produtos ou serviços.

Invista nos meios de divulgação convencionais, como a panfletagem ou anúncios em rádios e carros de som. Ou então nas redes sociais, como o Facebook, que é uma excelente ferramenta de marketing para empresas.

Invista em uma franquia

As franquias são negócios que já derem certo e estão com suas marcas consolidadas no mercado, portanto, tornar-se um franqueado pode ser uma maneira de como vencer a crise e abrir um negócio próprio sem arriscar demais. Além disso, essa é uma escolha muito comum para quem possui medo ou insegurança de abrir um empreendimento do zero, o que só mostra o quão melhor é o investimento em franquias.

Mas, qual franquia investir? A resposta para essa pergunta vai depender do setor que você gosta de trabalhar e quais deles possuem mais aceitação no mercado, além de serem, ou não, boas oportunidades de negócio para abrir na sua região, ou seja, que tenha demanda suficiente.

Franquias de lojas, sorvetes, quiosques… O importante é pesquisar bastante e avaliar as propostas.

Seja diferente, inove!

Não tem jeito: todo negócio possui concorrência e, você, precisa encontrar maneiras de destacar-se em meio a ela, principalmente quando há aquela briga por preços.

Uma estratégia para isso é o reforço dos pontos fortes da sua ideia em base das fraquezas da concorrência. Se o seu concorrente possui produtos de má qualidade, então invista na melhor. O atendimento é péssimo? Então procure oferecer o melhor atendimento possível aos seus clientes. O ambiente é ruim? Então invista em um ambiente agradável e aconchegante para seus clientes.

Embora tudo isso pareça ser mais despesa, não há. Você apenas está investindo para garantir que o seu negócio sobreviva à longo prazo dos efeitos da crise quando abrir as portas.

mini_negócios-na-internet-em-tempos-de-crise

Seja criativo!

O empreendedor criativo nunca está fadado à falência em tempos de crise, ou melhor, nem sente os efeitos desse momento. Mas, ser criativo é muito mais do que trazer para o seu estabelecimento um produto super diferente e que ninguém conhece. O que você precisa usar da sua criatividade é as maneiras para fidelizar um cliente, abusar das técnicas de vendas, jogo de cintura para atrair mais clientela logo no início do seu negócio e muito mais!

Tenha positividade

É claro que a motivação não é nada comparada à disciplina de uma pessoa, porém, a positividade também é importante para que você acredite na sua ideia de negócio e trabalhe ainda mais duro para que ela dê certo e seja bem aceita no mercado.

Se você tem a plena convicção de que é maior do que a crise, então você com certeza trabalhará de modo que ela não consiga te afetar. Afinal, como já dizia o velho ditado, em tempos de crise uns choram e outros vendem lenços. Então, qual vai ser você?

E aí, caro empreendedor, o que achou das nossas dicas de como vencer a crise e abrir um negócio próprio? Esperamos que você tenha gostado e não se esqueça de deixar o seu comentário contando para nós. Bons negócios!

Leave a Reply