Como ser decorador

Simplesmente estamos cansados de ver lindas residências e, principalmente, decorações de qualidade pela tevê, porém, quando tentamos reproduzir isso em nossa casa o resultado geralmente não é o mesmo. Isso acontece por diversos motivos e o principal é em relação a experiência nesse mercado, que não temos nenhuma, diga-se de passagem.

Muita gente se pergunta como ser um decorador, como decorar ambiente x, como decorar ambiente y, mas, convenhamos que não é uma tarefa fácil e é uma tarefa realmente para profissionais do ramo. Não basta comprarmos revistas e tentarmos imitar que não ficará legal, a cara será outra e a harmonia não está presente. É diferente a dedicação e o trabalho de quem apenas trabalha decorando, as tonalidades, etc.

Como ser decorador

Se você quer ser um decorador, veja as nossas dicas abaixo e aproveite a oportunidade de entrar em uma carreira que só cresce no Brasil e que já é renomada e super conceituada no mundo. Antes de qualquer coisa vamos dar um resumo do que um decorador faz.

O que um decorador faz

Pois bem, o decorador é o profissional que cria projetos de ambientes a fim de deixar o mesmo harmonioso e com a cara do cliente. É preciso reproduzir de forma fantástica o que se passa pela cabeça do cliente, caso contrário o resultado poderá ser desastroso e isso irá frustrar o cliente.

Diversos ambientes podem ser decorados, como por exemplo: escritórios, apartamentos, casas, loft e casamentos, dentre outros… O que pouca gente sabe é que um decorador acompanha a obra desde o começo até junto de um arquiteto se esse for o caso e necessidade. Também acompanha a compra dos itens e é responsável pela economia dos produtos que precisam ser usados. A diferença de um decorador de boa qualidade para um de má qualidade não é o trabalho final, mas sim o custo-benefício do trabalho finalizado.

De nada adianta um lugar lindo, mas, por outro lado, foram gastos rios de dinheiro. O cliente quer um local lindo e harmonioso, mas também quer gastar pouco. Cores, móveis e texturas, tudo isso também é extremamente importante para o projeto ficar bem finalizado. Sendo assim, o diálogo entre o cliente e o decorador tem que ser franco e aberto a fim de não ficar quaisquer dúvidas, caso contrário o resultado não sairá 100%.

Pagamento de um decorador

Um decorador recebe por projeto feito, sendo assim, é preciso sentar e conversar para validar o projeto e todos os serviços necessários a serem feitos, após isso geralmente o pagamento é feito em 2 vezes, metade antes do projeto e metade após a finalização da decoração de toda a estrutura combinada. O meio de pagamento é particular e cabe ao cliente e ao decorador entrarem em um acerto, cheque, dinheiro, cartão, depósito, e por aí vai.

Avaliação do projeto pode ser feita na casa do cliente ou até mesmo no escritório do próprio profissional. O valor médio por serviço pode chegar a facilmente R$ 4 mil reais, o que é um número razoavelmente bom pela qualidade do serviço prestado e pela dificuldade em exercer esse tipo de trabalho.

Conheça também o Como montar uma Boate ,vale a leitura.

Como estudar para ser um decorador

Hoje em dia se tem muitas dúvidas em relação a como estudar para ser um decorador de interiores ou até mesmo o que estudar. Pois instituições de ensino que competem neste mercado são várias e tem até curso técnico de decorador de interiores, por exemplo. Caso você seja menor de idade e esteja no ensino médio, você já pode estudar decoração e ser um técnico de decoração de interiores, por exemplo. Com isso você já começa a ter experiência e suporte para encarar esse mercado. Mercado que só cresce diariamente, diga-se de passagem. Cada vez mais as pessoas querem ter um espaço de qualidade e bonito para descansar ou até mesmo trabalhar, e, isso, só é possível na maioria das vezes através dos serviços prestados por um decorador.

Vale frisar que os móveis subiram muito nos últimos anos e os tamanhos dos mesmos também, sendo assim começou a ser normal apartamentos geralmente da MRV serem vendidos a partir de 39 metros quadrados a até 59 metros quadrados, o que é um tamanho muito pequeno, diga-se de passagem. Com isso, ficou muito mais necessário a valorização do local e de cada espaço para não poluir o local e conseguir se movimentar de forma tranquila pelo apê.

A partir desse problema relatado anteriormente é que os serviços de um decorador começaram a ser mais valorizados por todos, pois os clientes estavam a partir disso ganhando cada vez mais espaço. Voltando ao pressuposto, hoje é possível fazer até uma faculdade do gênero, aliás, fazer ainda mestrado e doutorado, sendo assim, você como um decorador pode ir muito mais além do básico e até incentivar a pesquisa nessa área, que necessita mais do que nunca de mão de obra especializada.

decorador

Um decorador renomado faz muitas pesquisas na área e o mercado o exige muito do mesmo, sendo assim, em pouco tempo o decorador vira autoridade nesse novo tipo de negócio que está fazendo muito sucesso, e, trabalhos deste tipo é que não faltam para profissionais qualificados. Assim como qualquer tipo de curso, você deve pesquisar muito bem a instituição de que pretende estudar, pois o ensino conta muito nessa área e o currículo também, sempre escolha instituições que são reconhecidas pelo MEC a fim de ser um bom profissional e conseguir trabalhos mais facilmente caso não fora trabalhar por conta. O Currículo é extremamente importante para você fazer a diferença e se destacar no mercado de trabalho.

Cursos de decoração de interiores a distância também são um caminho

Você também pode optar por cursos de decoração de interiores a distância, assim sendo, você pode estudar e se graduar a partir da internet, com isso você economiza tempo e aprende até mais rápido em muitos dos casos, diga-se de passagem.

E aí, caro leitor ou leitora, o que achou de nossas dicas de como ser um decorador? Caso você tenha mais alguma dúvida, deixe o seu comentário abaixo. Bons negócios!

Leave a Reply